Elias Antonio Silveira Muradi. Natural de Mogi-Mirim, SP, (1963). Formado pela Faculdade de Arte Alcântara Machado. Inicia sua produção em 1986. Tem sua   produção no território da escultura e utiliza o desenho como ferramenta de compreensão do espaço, lugar, relação, posição e tensão. As peças surgem na escala da folha de papel dialogando essencialmente com formas geométricas que dimensionam algo possível, ângulos, dobras, preenchimento, contornos e perímetros. O corpo humano é referência para a construção das peças que muitas vezes remetem ao mobiliário ou estruturas de convivência.

 EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

2020  “Uma Ontologia do Vazio – O imaterial e material na obra de Elias Muradi/ Fundação Mokiti Okada M.O.A. / Curadoria Jurandy Valença.

1999   Devoção / MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo, Curadoria Helouise Costa; 

2008   Projeto MAB Móbile / Museu de Arte de Brasília / Curadoria Bené Fonteles

2009   Jardim de Infância: os Irmãos Campana Visitam o MAM / MAM –SP; 2016 – 30 Anos Clube da Gravura / MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo, curadoria Cauê Alves; 

2005  O Desejo da Forma – O Tridimensional na Obra de Elias Muradi / Museu de Arte Contemporânea do Paraná;

2004  Natureza Morta | Still Life / Museu de Arte Contemporânea de Niterói, Curadoria Kátia Canton;

2001  Investigações. A gravura brasileira. São ou não gravuras? / Itaú Cultural de Brasília, curadoria Ricardo Rezende ; 

1998  Realiza a obra “Genuflexório” a convite do Clube da Gravura / MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo; 

1986  participa de intercâmbios e exposições em instituições como 25º Panorama de Arte Brasileira / MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo, Curadoria Tadeu Chiarelli; 

 

OBRAS EM COLEÇÕES:

MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo / São Paulo; Museu de Arte Moderna da Bahia / Salvador / Bahia; Museu de Arte Brasília / DF; Museu de Arte de Santa Catarina / Florianópolis / Santa Catarina; SESC-SP / São Paulo; Fundação Mokiti Okada M.O.A / São Paulo; Prefeitura Municipal de Santo André / São Paulo.

Publicações: 2005 – BENATTI, Gisela. O desejo da forma, O tridimensional na obra de Elias Muradi / texto para folder de apresentação da exposição do artista no Museu de Arte Contemporânea do Paraná; 2000 – CANTON, Katia. Violência, anestesia e a vida nas cidades – Novíssima Geração Um guia de tendências/ Elias Muradi. São Paulo: Editora Iluminuras; 1999 – FIORAVANTE, Celso. Elias Muradi agradece a arte recebida, Folha de São Paulo/Ilustrada; 1999 – ESCHER, Joris. The Poetry of Sao Paulo / Elias Muradi – Canvas Foundation. Amsterdam; 1997 – CHIARELLI, Domingos Tadeu. Sobre os trabalhos de Elias Muradi vistos como fotografias / Texto para catálogo de apresentação da exposição do artista. Rio de Janeiro: Editora: FUNARTE

Citações: 1999 – Citações CHIARELLI, T. Farnese de Andrade no MAM. Revista do MAM, São Paulo, n. 2, dez. 1999. p.8.14; 1998 – CHIARELLI, T. Clube da Gravura MAM

portfólio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.